NL

São Paulo: Do Amanhecer ao Anoitecer

October 29, 2020

Prédios, prédios e mais prédios! Foi esta a ideia inicial que tive após os primeiros dias em São Paulo. As horas passam, as semanas avançam e tudo muda! Em pouco tempo, o que outrora não era motivo de interesse fotográfico para mim, ainda que lentamente, começou a captar a minha atenção. E o responsável de tudo isso? O trajeto diário até casa, onde observava o rio Pinheiros e toda a região empresarial entre a Vila Olímpia e a Ponte Octávio Frias de Oliveira.

O nosso trajeto enquanto fotógrafos, também é influenciado pelos locais em que vivemos. Como em várias áreas da nossa vida, nunca é fácil sair da zona de conforto. Essa capacidade individual de cada um se adaptar, marca-nos em toda a nossa vida, até mesmo na hora de fotografar.

Sempre me rotulei de “fotógrafo de paisagem” e praticamente nada me demovia dessa ideia pré concebida. Em boa hora percebi que se o género fotográfico nos ajuda a definir quem somos enquanto fotógrafos e a trilhar o nosso caminho de forma consistente, entender que em muitas situações temos de saber mudar o nosso mindset, faz toda a diferença na hora continuar a alavancar esta paixão pela fotografia.

O ritmo e o pulsar das grandes cidades é fascinante. Cada hora do dia tem um ritmo e uma cadência muito própria. Com o avançar dos ponteiros do relógio a luz vai moldando toda vida na cidade. Este trabalho é o resultado de fotografar várias vezes os mesmos locais em diferentes horas do dia.